Onde está o defeito?

A maioria dos analistas de teste e testadores não sabe onde estão o defeito que eles encontram, ou em outras palavras, não analisam nem acompanham o defeito após encontrá-lo, ou quando fazem, podem fazer de maneira incorreta, o que de certa forma é mais prejudicial do que se não fizessem. Na verdade, é quase impossível, até […]

Bug is dead!

Nosso tradicional bug, ainda é o bug de 1945, atribuído a construção e a engenharia. Se pensarmos nas fases do RUP, o bug é identificado em um código fonte ou em um produto de trabalho derivado da fase de construção ou identificado em um produto já em testes, homologação ou produção. Isso está certo?